Por que o Canadá está se tornando o “Novo Vale do Silício” mundial

Conhecida como o Vale do Silício canadense, a área que envolve as cidades de Waterloo, Kitchener e Cambridge, em Ontário, tem ótimas oportunidades de emprego lideradas pelo setor de tecnologia. Waterloo, por exemplo, tem a segunda maior densidade de startups do mundo e é mais conhecida como o berço do fabricante de smartphones BlackBerry – que, durante seu apogeu em 2008, ostentava uma capitalização de mercado de mais de $80 bilhões e quase 20.000 funcionários.

Com o número de empresas importantes instaladas na região e as expansões no setor de tecnologia terminam por atrair novos residentes. O corredor entre Toronto entre a região de Waterloo é conhecido como o Corredor de Inovação, tem 112 km de área e abriga cerca de 15 mil empresas de tecnologia, empregando aproximadamente 200 mil trabalhadores. O nickname de “Vale do Silício do Norte” não é à toa, a região abriga as maiores empresas de tecnologia do país, como Google, D2L e Shopify e ainda conta com mais de 1.700 negócios relacionados ao setor.

A região é a que mais cresce no país em termos de população, assim mostram novos dados do Statistics Canada. Em um relatório divulgado recentemente, examinando o crescimento populacional em todo o país, a região de Waterloo lidera com um aumento de 2.8%. Um dos motivos para esse crescimento é a chegada de muitos residentes permanentes e temporários (incluindo estudantes internacionais), esses têm desempenhado um papel fundamental. O custo de vida na região é menor do que em Toronto, o que torna esta área ainda mais atraente e apesar do baixo custo de vida, a média de renda familiar é mais alta do que a média nacional, aproximadamente $ 77.530/ano. 

MERCADO DE TRABALHO

Até 2021, cerca de 22 mil empregos no setor de tecnologia estão previstos, mas outras áreas têm grandes oportunidades. Uma delas é a Manufatura que chega a ser a maior indústria da região e a 4ª maior do Canadá, com mais de 1850 negócios neste setor. Já no setor Automotivo, há mais de 70 empresas globalmente reconhecidas no setor, entre elas a Toyota Motor Manufacturing Canada Inc. e a Rockwell. Nas áreas de Saúde e Ciências, a região tem ganhado força com indústrias emergentes de biotecnologia, ciências médicas e ambientais, tendo como algumas empresas de destaque a AGFA HealthCare, Unitron e ON Semiconductor. A menos de duas horas de carro da fronteira com os Estados Unidos, que é o principal mercado de exportação aeroespacial do Canadá, a região de Waterloo tem mais de 85 empresas aeroespaciais que empregam. 

A IMPORTÂNCIA DOS IMIGRANTES PARA A REGIÃO

Os imigrantes têm um papel importante no aumento da população e no crescimento da economia na região de Waterloo. O censo mais recente do Canadá mostrou que até 2016, eles representavam 22%  da população da região e em comparação com outros municípios regionais de Ontário, essa é a oitava maior proporção de imigrantes, sendo a terceira maior fora da Grande Toronto. Ainda de acordo com o último censo, até 2016, a média da faixa  etária de imigrantes recentes era de 25 a 34 anos e ainda 12% dos imigrantes recentes tinham 55 anos de idade ou mais. 

Além disso, os imigrantes recentes têm nível de educação mais alto do que os indivíduos nascidos no Canadá, na região de Waterloo. 57% deles têm um curso pós-secundário, diploma de Bacharel ou ainda algum grau educacional acima disso. O maior aumento na população ocorreu devido aos estudantes internacionais, cujo número aumentou de 2.000 residentes temporários com permissão de estudo em 2012 para 25.580 em 2018. 

Em 2018, 35% dos novos residentes permanentes tinham uma autorização de trabalho temporária antes de se tornarem residentes permanentes e a maioria deles teve uma permissão de estudo anteriormente. Isso porque estudar em um college canadense, muitas vezes, é o início de do plano de morar de forma permanente no Canadá. Uma das opções para dar esse passo no Plano Canadá é o Conestoga College, com diversas opções de programas em áreas de alta demanda do mercado de trabalho, a instituição recebe estudantes internacionais do mundo todo. Dos estudantes formados no college, 85% deles estão empregados em aproximadamente  6 meses após a graduação. 

Você que sonha em viver uma experiência internacional no Canadá poderá conhecer mais sobre o país ao participar das lives e webinars promovidas pelo projeto #SONHANDOJUNTOS COM A HI BONJOUR NO CANADÁ que contará com o envolvimento de diversos influenciadores digitais com ampla expertise no ramo.

Caso tenha interesse em receber mais informações, enviar dúvidas ou outras informações, clique aqui!